domingo, 3 de janeiro de 2016

Tarefas e dificuldades do ministro de música

1800188_1103659109664136_4098150142638720911_nSer integrante de um ministério de música não é apenas ser músico, é ministrar a música e evangelizar através daquilo que entoamos. Fomos revestidos pelo poder de Deus para executar a música por onde Ele nos enviar. Nossa caminhada é baseada no amor e feita de carinho, dedicação, oração, técnica, intimidade com Deus e alegria.

Ao contrário do que se possa pensar, ministrar a música é tarefa nada fácil. Isso porque a música é um instrumento poderoso de evangelização e é justamente por essa característica que quem conduz um instrumento ou coloca a voz à disposição do serviço a Deus, deve estar atento. Muitas vezes, um músico se confunde pensando que foi pelo seu dom, talento e carisma que a obra do Senhor aconteceu.

“O músico torna-se um verdadeiro discípulo quando seu carisma é colocado à disposição dos desígnios de Deus” (Eliana Ribeiro). Para que a vontade do Pai se realize por meio da música é preciso estar em perfeita sintonia com o céu e isso só acontece com oração e intimidade com o Senhor. Sem essas duas ações preciosas não há sintonia. Portanto, para ministrar a música é preciso ter postura de ministro de música e não somente talento e dom para tocar ou cantar.

Obviamente o talento, acrescido de estudo e boa técnica é fundamental, mas somente eles não dão conta de fazer a graça acontecer, o céu se abrir e todo joelho se render a Jesus Cristo. Já dizia Pe. Léo: “O ministro de música precisa viver a música que ele toca”. Por isso, antes de tocar e cantar, somos discípulos de Jesus. Tivemos e temos uma experiência pessoal com Deus que nos faz deixar para trás o homem velho e lutar dia-a-dia em busca do homem novo.

Ser ministro de música é carregar som, ter reuniões durante a semana, servir em encontros, cantar nas missas, estar à disposição dos eventos da Paróquia à qual pertence, enfrentar dificuldades e as correrias da vida pessoal, mas com a certeza de que temos amigos-irmãos, que dividem sentimentos, e um motivo maior para nos reunirmos e testemunhar sobre aquele que nos motiva e nos completa.

Luciana Barbosa e Thaysa Karolina, integrantes do Grupo Ruah

Nenhum comentário: